3 de junho de 2013

Babaji

(Trechos do livro Pictorial History e Autobiografia de um Yogue, de Paramahansa Yogananda) 

Mahavatar Babaji é o Supremo Guru da sucessão dos mestres dotados de realização divina e que assumem a responsabilidade sobre o bem-estar espiritual de todos os membros da Self-Realization Fellowship que praticam fielmente Kriya Yoga. 


Não há registros históricos sobre o nascimento e vida de Mahavatar Babaji. Ele residiu por muitos anos nas remotas regiões do Himalayas, na Índia, revelando-se apenas raramente para uns poucos abençoados. Jamais se descobriram quaisquer dados oficiais delimitadores da família e do lugar de nascimento de Babaji. 


Babaji pode ser visto ou reconhecido somente quando assim o quer. Sabe-se que ele apareceu sob formas pouco diferentes a alguns devotos, às vezes usando bigode, outras vezes, sem. Babaji foi escolhido por Deus para permanecer em seu corpo, enquanto durar este ciclo do mundo. As eras hão de vir e de findar. O mestre imortal, porém, sempre estará presente no palco terrestre. 


A falta de referências históricas a Babaji não nos deve surpreender. O grande Guru jamais apareceu ostensivamente em qualquer século, o equívoco brilho da publicidade não tem lugar em seus planos milenares. Semelhante ao Criador único, mas silencioso Poder, Babaji opera em humilde anonimato. 


Babaji – Reverendo Pai – é um título comum. Diversos instrutores de renome na Índia recebem esse tratamento. Nenhum deles, porém, é Babaji, o guru de Lahiri Mahasaya. A existência do Mahavatar foi revelada ao público pela primeira vez na Autobiografia de um Yogue. Foi Mahavatar Babaji quem reviveu, nessa era, a perdida técnica científica de Kriya Yoga, ao iniciar seu discípulo Lahiri Mahasaya.


Clique aqui para ler o texto completo.