4 de abril de 2017

Diário Espiritual: 04 de Abril (Compaixão)

A Tua divina luz está oculta, mesmo na criatura mais viciada e mergulhada nas trevas, esperando para brilhar quando surgirem as condições adequadas: andar em boas companhias e possuir o ardente desejo de auto-aperfeiçoamento. Nós Te agradecemos por nenhum pecado ser imperdoável, nenhum mal ser insuperável, pois o mundo de relatividade não contém absolutos. Inspira-me, ó Pai Celestial, para que eu possa despertar os Teus filhos desorientados para a consciência de sua pureza inerente, imortalidade e filiação celestial. (Paramahansa Yogananda, "Whispers from Eternity").