30 de novembro de 2016

Diário Espiritual: 30 de Novembro (Gratidão)

Oh, Pai, quando eu era cego não encontrava nehuma porta que levasse a Ti. Tu curaste meus olhos; agora descubro portas em todos lugares: os corações das flores, as vozes de amizade, as recordações de experiências adoráveis. A cada prece proferida, abre-se em mim uma nova entrada ao vasto templo daTua presença. (Paramahansa Yogananda, "Whispers From Eternity").